Posts filed under ‘Causos Reais’

This is Sparta!!!

Ontem fui passear com meu cachorro, e quanto estava voltando, fomos intimidados por um cão solto na rua, bravíssimo, feroz. Veio andando em nossa direção latindo e rosnando. Já estava esperando ele vir numa voadora gritando “THIS IS SPARTAA!”, não fose por 3 pequenos detalhes:  ele só tinha 3 pernas (!!!) e era gordo como um barril, além de ter metade do tamanho do meu cachorro.

Que coragem! Digno de admiração.

agosto 9, 2007 at 1:58 pm Deixe um comentário

A aventura de pintar o cabelo em casa parte 2

cabelo3Bom, depois daquele fatídico dia em que resolvi pintar pela primeira vez meu cabelo, em casa, muitas águas rolaram. O fato é que, algumas semanas depois daquele dia, meu cabelo estava ainda pior, a tinta foi desbotando um pouquinho aquele excesso inicial, e foi evidenciando as manchas das partes mal pintadas.

Minha mãe ficou com dó e resolveu incluir na feira do mês uma nova tinta, dessa vez DUAS CAIXAS, é claro, para pintar meu cabelo, ela própria. Hoje refletindo vejo que ela realmente ficou com MUITA pena pra incluir essas tintas na feira do mês, que era um evento sagrado e intocável por nós pobres mortais (leia-se FILHOS).

Então, em uma ensolarada tarde, ela pintou meu cabelo bem direitinho, com todo aquele jeito e perfeição que apenas uma virginiana com ascendente em virgem pode conseguir. A tinta deu de sobra.

Depois de lavar e secar, ficou lindo, uma obra de arte.

Mas, os dias foram passando, e algo estranho foi acontecendo, estava voltando ao estado original, todo manchado, e aí percebemos que seu esforço tinha sido em vão, porque ela, que não entendia tanto do mundo das tinturas para cabelo, tinha comprado apenas um shampoo tonalizante, que é um negócio que não tem amônia e por consequência vai saindo aos pouquinhos.

Mais um fracasso, então resolvemos ser radicais. Fui a um cabeleireiro.

Quem me atendeu prontamente foi um bibinha, um rapazinho (muito) afeminado, cheio de reflexos e luzes no cabelo, sobrancelhas bem feitas que me deixaram até com vergonha das minhas, unhas feitas e tudo mais. Quando ele deu a primeira examinada no meu cabelo, foi logo dizendo “MENINA! Que tinta você usou nessa cabelo? Affe, tá todo manchado, que horror”.

Você acha que eu ia dizer que EU tinha pintado, depois minha mãe, e nada feito? Mas é CLARO que não.

Ele pintou meu cabelo, dessa vez deu tudo certo, eu já tava com o cabelo pronto bem pretinho e até escovado, então ele me chegou e disse “Mas você sabia, que o preto envelhece muito? A gente poderia fazer uma mexinha pra dar um toque especial, vai ficar mais fashion!!!”

Eu, na minha pura ingenuidade e empolgação, imediatamente assenti e ele foi pegar os materiais pra aquela experiência. Tascou o descolorante em duas mechinhas logo na frente, as primeiras mechinhas do cabelo bem estilo VAMPIRA dos XMen.

Bom. Se tivesse ficado branco igual à Vampira, legal. Mas ficou AMARELO, um amarelo bem “cheguei”, uma coisa horrorosa, e na hora eu achei muito legal, ele disse que tinha ficado um ARRASO. Quando cheguei em casa, minha mãe: “O que danado é isso, menina???” e eu: “São MECHAS, mãe! Pra ficar mais fashion”. Ela disse “Affe, que negócio esquisito, não gostei não!!!”

Aí depois de 5 minutos de análise no espelho, percebi que tinha ficado simplesmente ridículo. Mas era tarde demais. ehhehehe

Enfim, tinha uma misturinha, um resto de tonalizante castanho-escuro que a minha mãe tinha misturado e guardado só pra retocar a sobrancelha, então, fiquei usando isso pra esconder as “mechinhas”, até pintar o cabelo mais uma vez e cobrir aquilo.

Pra vocês verem… Pobre quando quer mudar de visual, só dá merda!!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

agosto 8, 2007 at 12:54 pm 6 comentários

Meu cachorro é um sem-noção

Eu tenho a leve impressão de que o meu cachorro, um sharpei (aquela raça enrugada) de 1 ano, acha que é o meu dono. Não sei se é da natureza dos cães-filhos (aqueles que são criados dentro de casa como se fossem criancinhas) ter essa idéia absurda, mas o fato é que ele fica “me vigiando” direto, não posso nem ir no banheiro fazer o número 2, ele está lá, vai na cola, eu fecho a porta e ele fica deitado do lado de fora do banheiro só na espreita. Se eu chego perto da porta do apartamento ele já tá lá, e não gosta que eu saia, sem levar ele é claro.

Ele é muito engraçado. Totalmente sem-noção.

Essa é uma foto dele ainda no ano passado. Veja como ele é folgado e cara-de-pau. E bochechudo.

logan

O nome dele é Logan.

agosto 6, 2007 at 7:58 pm 11 comentários

A aventura de pintar o cabelo em casa

cabeloOntem eu fui pintar meu cabelo em casa como sempre faço, e me lembrei do fatídico dia em que tentei isso pela primeira vez, há cerca de 10 7 anos atrás.

“Naquele tempo” as coisas não eram tão bem explicadinhas como são hoje. Então. Fui pintar meu cabelo logo de preto. Eu tinha o cabelo bem comprido, mas comprei 1 tinta apenas, afinal na caixa não dizia nada sobre quantidades, e eu por certo achei que a tinta deveria ser mágica pra que aquela quantidade desse para pintar o cabelo inteiro.

Lá vou eu pintar, não coloquei nenhuma proteção, não dividi o cabelo em 4 partes como mandam hoje, botei uma luvinha ínfima que veio na embalagem e não cobria quase nada, comecei a pintar uma lateral do cabelo, da raiz às pontas.

Já estava toda melada da tinta, meus ombros e braços, e pensando “ah, besteira, quando eu acabar eu limpo isso rapidinho, afinal, eu nunca vi ninguém que pinta o cabelo toda manchada de tinta, logo, essas manchinhas saem muito facilmente” .

Quando cheguei na metade do cabelo, vi que a tinta realmente não ia dar mesmo, só tinha um restinho, não tinha nenhum lugar que vendesse ali perto, então, tive aquele velho e comum pensamento : “vou dar um jeitinho brasileiro!”

Usei o resto da tinta pra pintar só por cima mesmo o que restava, na maior gambiarra, ficou aquela meia sola total, mas o pior ainda estava por vir. Depois de tirar a tinta e esfregar o côro até não poder mais, notei que as “manchinhas” não estavam saindo. Logo, eu estava sendo palco de experiências com os mais diversos produtos químicos, minha mãe tentando tirar as manchas que tavam nos meus braços, tronco, pescoço, era muita mancha mesmo! kkkkkkkkkkkk

Ela tentou com água sanitária e tudo. E sabe aquela penugenzinha que algumas pessoas tem no pescoço e rosto, beeem clarinho, uns pelinhos que nem da pra ver, eu tenho, tinha tudo ficado preto, tava horrivel, ela teve que sair raspando com gilete a minha cara, pescoço e nuca. KKKKKKKKKKKKKKK .

E, no fim, ainda ficou aquele cheiro horrível de amoníaco no meu cabelo, porque naquele tempo as tinturas não eram como hoje não, principalmente as mais baratas como foi o caso da que eu comprei. Elas fediam mesmo a amoníaco.

Aí de noite fui encontrar com o meu namorado, toda fedida a amoníaco e manchada feito uma zebra. Bonito, hein!! kkkk Ainda bem que ele não desistiu de mim por causa disso e estamos aí até hoje.

agosto 2, 2007 at 1:47 pm 11 comentários

A História do Café Ácido

Essa aconteceu comigo há um certo tempo atrás. É história verídica. Eu tinha esse amigo, muito sem noção, todo mundo conhecia ele por suas frases estilo “Joselito”, sem noção mesmo. E esse meu amigo era mentiroso, MENTIROOOSOO, mas não pouco não, muuito mesmo. Aí um dia a gente tava na casa de alguém, tomando umas e outras, usando copos de plástico descartáveis. E esses eram tão fininhos que eram mais descartáveis ainda. A gente tava falando sobre isso, quando ele veio com essa história:

– Meu amigo, esses copos são fino demais mesmo! Uma vez eu tava lá no trabalho com a galera, aí peguei um copinho daqueles pequeno pra tomar café. Botei o café no copo, quando eu vejo, o copo era tão fino que derreteu com o café!

Após alguns segundos de admiração e concordância com a história dele, todos de acordo que os copos eram mesmo muito finos, mas aquela dúvida pairava no ar, e um outro amigo nosso falou:

– QUE MENTIRA DO CARA** ALESSANDRO! QUE BIXO PRA MENTIR DA PORRA!
Aí ele, pego em flagrante e rindo:

– É, MAS PODERIA SER VERDADE!

Nesse ponto todo mundo queria dar “uma lixa” nele, ou “escurinho” como chamam em outros cantos. kkkkkkkkkkkkkkkkk

julho 26, 2007 at 11:01 pm 1 comentário

Momento Estatístico 2

Mais e mais termos bizarros trazendo pessoas um tanto quanto excêntricas ao blog:

foto muleher peleda
como??

ver foto da munher peladas
não entendi de novo

tia zinha peladinha
achei bonitinha a riminha

famosos internacionais nus
affe, o povo só vem aqui pra ver gente pelada, quiéisso gente

mulher nua bem nua
nua até que tem, mas beeeeeeeeeem nua não sei, o que seria isso?

mininas de futebol peladas
e mais gente pelada, affe…

os vidius bizaro do fudebol
gente… não quero nem imaginar como seria esse “fudebol”… kkkkkkkkkkkkkkk

menas ropa
esse aí me persegue… pelo menos da outra vez ele acertou o “roupa”…

cite da seleção brasileira
gente. por favor digam que ele não quis dizer “site”…

julho 22, 2007 at 1:41 am 2 comentários

O Cão Lombrado ataca outra vez!

Mais uma vez, o cão lombrado chega na surdina e rapta o baseado do meu amigo X. Mas, segundo ele, dessa vez deu tempo de resgatar o bagulho e evitar a lombra do cão! kkkkkkkk

Se você não está entendendo nada, leia este post: A Lombra do cão

Aproveite e confira este vídeo pitoresco do cão fumante!

julho 14, 2007 at 1:42 am Deixe um comentário

Posts antigos


Novo Endereço!!

Este blog não está sendo mais atualizado aqui, pois estamos em um novo endereço!!!! O Blog semfrescura agora é RIALTO =D
Por favor, visite nossa casa nova em:
http://semfrescura.net/rialto

twitter #rialto